• Instagram - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle

© 2019 LUUK Digital Marketing - Todos os direitos reservados.

10 tendências de consumidores e tecnologias em 2016

A Ericsson acaba de apresentar o seu novo estudo feito pelo ConsumerLab, setor da empresa que analisa o comportamento dos consumidores ao redor do mundo.

A pesquisa mostra as tendências para 2016 sobre a relação dos consumidores com as tecnologias.

Uma das descobertas: as novas tecnologias são assimiladas e abraçadas pelos consumidores cada vez mais rápido. Assim que chegam no mercado, ganham a adesão do público.

1. O efeito da rede no estilo de vida

Com a diversificação do uso da internet, os efeitos sociais, como inteligência em massa e economia compartilhada, se multiplicam.

Mais pessoas experenciam um efeito de rede: 4 entre 5 tem interações que se enquadram no chamado "efeito de rede" quando usam a internet.

Por exemplo: as críticas que lemos de outros sobre restaurantes e filmes influenciam nossas decisões.

2. Streaming nativos

Adolescentes assistem a mais conteúdo de vídeo do YouTube diariamente do que quaisquer outras faixas etárias.

Em 2011, apenas 7% das pessoas entre 16 e 19 anos assistiam a mais de três horas de vídeos no YouTube por dia.

Em 2015, esse número saltou para 20%. Agora, 46% deles passam pelo menos uma hora diária no site.

3. Inteligência artificial acaba com a era da tela

A inteligência artificial permitirá a interação com objetos sem a necessidade da tela de um smartphone.

Os consumidores poderão interagir com diversos objetos ao redor deles (em casa, no escritório, na rua) sem precisar de uma tela de celular.

4. Virtual vira realidade

Os consumidores querem a tecnologia virtual para atividades cotidianas, tais como esportes e fotos 3D para compras online.

44% deles até querem usar essas impressoras para imprimir a própria comida.

5. Sensores para casas

Os tijolos usados para construir casas poderiam incluir sensores que monitoram mofo, vazamentos e problemas de energia elétrica.

55% esperam que a internet esteja integrada em toda a construção da casa.

6. Viajantes inteligentes

Os viajantes querem usar seu tempo de maneira mais produtiva e não se sentirem como objetos passivos do trânsito.

86% querem usar um serviço personalizado de transporte diário. E menos da metade está satisfeita com o serviço de wi-fi encontrado em trens e ônibus.

7. Chat de emergência

As redes sociais podem se tornar o meio preferido para entrar em contato com serviços de emergência.

A maioria acredita que, em menos de três anos, o primeiro contato para uma emergência será via rede social.

6 entre 10 estão interessados em um "app de desastre": aquele app que poderá fornecer informações sobre algum acidente ou desastre natural.

8. Sensores internos

Sensores internos em nossos corpos que medem o bem-estar podem se tornar as novas vestimentas.

8 em 10 adorariam usar tecnologias que aumentariam certas habilidades, como de visão ou audição. Seria uma época de humanos biônicos.

9. Tudo é hackeado

A maioria dos usuários de smartphone acredita que invasões e vírus continuarão sendo um problema.

10. Jornalistas internautas

Os consumidores compartilham cada vez mais informações e acreditam que isso aumenta sua influência sobre a sociedade.

Para a maioria, eles estão sendo mais ouvidos.

1 entre 3 acredita que falar de uma organização corrupta numa rede social, por exemplo, aumentará as chances do caso chegar à polícia.

Fonte: Exame.