• Instagram - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle

© 2019 LUUK Digital Marketing - Todos os direitos reservados.

Chinesa Xiaomi apresenta detalhes do seu smartphone baratinho

A Xiaomi, gigante do mundo dos celulares e conhecida como Apple Chinesa, enfim, chega ao Brasil. Depois de meses de suspense, adiamentos e incertezas, a empresa apresentou, durante evento em São Paulo, seu primeiro smartphone em terras brasilerias: o RedMi 2, que chega por R$ 499. A Xiaomi também anunciou sua pulseira inteligente, a Mi Band, e o carregador portátil Mi Power Bank.

As configurações do RedMi 2 não são consideradas top de linha, mas impressionam pelo preço: R$ 499. O aparelho chega ao Brasil mais barato do que concorrentes de peso como Moto G, LG G3 Beat e Galaxy Win 2 Duos. Lançar aparelhos de baixo custo já é característica da Xiaomi e, segundo Hugo Barra, vice-presidente internacional da empresa e ex-diretor do Google, faz parte da filosofia da companhia: "Trazer inovação para todos”.

Em uma provocação direta a alguns concorrentes, Barra deixou de fora, em sua tabela de rivais, fabricantes de peso do mercado nacional, como Sony, Microsoft Lumia e Asus. Todas oferecem excelentes opções de aparelhos que rivalizam com o recém-chegado RedMi 2, como Xperia E4, Zenfone 5 e o Lumia 640.

Design

O aparelho está disponível em cinco diferentes cores: rosa, amarelo, verde, preto e branco. Sua tela tem 4,7 polegadas, mesmo tamanho do iPhone 6, e pesa 133g. Seu acabamento é fosco texturizado e a parte de trás do celular tem uma camada resistente a impressões digitais e oleosidade.

Performance

O Redmi 2 traz arquitetura de 64 bits da Qualcomm. O processador é Snapdragon 410 quad-core de 1.2 Ghz. No total, são 1 GB de memória RAM e 8 GB de memória interna (expansível até 23Gb). A bateria tem 2265 mAh – de acordo com Hugo Barra, 25% maior que a capacidade do iPhone 6. A tecnologia Quick Charge 1.0 permite carregar o celular até 20% mais rápido que os smartphones convencionais.

Tela

A tela do smart é HD (1280 x 720) e possui 312 ppi. Também é inteira laminada, ou seja, os pixels estão mais próximos da superfície. Dessa forma, há melhorias na qualidade da imagem e diminuição de problemas de reflexos.

Câmera

A câmera traseira tem 8 megapixels, sensor retroiluminado, lente de cinco elementos e abertura f/2.2. Já a câmera frontal traz 2 megapixels e sensor retroiluminado. Além disso, há o sistema Beautiful que por meio de algoritmos identifica a pessoa da foto por gênero e idade e, a partir daí, faz retoques nas fotos. A câmera conta com tecnologia HDR.

Conectividade

O celular apresenta a possibilidade de utilizar dois chips e ambos com internet 4G (dual SIM 4G). No sistema do aparelho é possível customizar os botões para facilitar o uso das duas linhas. O Redmi está preparado para 150 Mbps de velocidade de download e até 50Mbps de velocidade de upload.

Sistema

O Redmi 2 vem com o sistema operacional MIUI 6, baseado no Android 4.4 (Kitkat). O foco do software é a personalização. É possível chacoalhar o celular para organizar os aplicativos e também escolher entre diferentes temas que personalizam o celular, como natureza, clima tropical, carros ou dark. O Redmi conta com antivírus nativo, sistema de limpeza, controle de uso de dados e perfis de bateria.

Disponibilidade

As vendas começarão no dia 07 de julho às 12h, mas está disponível em pré-venda a partir desta terça-feira (30). Quem deseja comprar o RedMi 2, deve fazer um registro no site oficial da empresa.

Mi Band e Mi Power Bank

Já a Mi Band, pulseira inteligente da Xiaomi, também desembarca em terras brasileiras com preço baixo. À prova d’água e com bateria que dura 30 dias, o gadget custa R$ 95. Para comparação, o modelo mais barato da Sony pode ser encontrado por R$ 399. O terceiro lançamento da tarde foi o Mi Power Bank. A bateria portátil de 10.400 mAh, pode ser encontrada no Brasil por R$99.

Fonte: Techtudo.