Empresas irão aderir aos apps de mensagem para fazer marketing

Atualmente, o WhatsApp é o principal aplicativo de trocas de mensagens instantâneas do mundo. Atribuindo a facilidade de contato através de um smartphone tendo simultaneamente acesso a internet, muitas empresas estão tendo um olhar mais comercial ao aplicativo. Diante destes indícios, o WhatsApp - na qual foi adquirido pelo Facebook há dois anos atrás com um custo de US$ 19 bilhões - planeja futuramente cobrar das empresas que estiverem interessadas em realizar a troca de mensagens com os seus clientes.

Entretanto, não será especificamente um ato de publicidade em si da empresa que realizará esse contato com você. O WhatsApp afirma que será algo como um "chat empresarial", em que isso irá acontecer com as empresas que você realmente deseja receber informações.

Essa novidade é um dos principais exemplos de como as empresas de tecnologia estão transformando os serviços de mensagens em um canal predominante de trocas de informações, servindo de conduta para todas as formas de comunicação.

Segundo o relatório da Verto do ano passado, os usuários do WhatsApp dedicam 8 horas mensais de seu tempo para responder mensagens no app, já os usuários do Facebook passam 14 horas mensais na rede social. Através desses dados, é possível ver o imenso potencial que as empresas podem ter estando presentes em ferramentas de comunicação.

Por fim, o aplicativo afirma que as pessoas receberão positivamente a interação direta com empresas para coisas como alertas de fraude ou notificações de atraso em um voo. Isso porque, o objetivo principal, até agora, não é passar muito o tempo dos consumidores entrando em contato com empresas. Além disso, os usuários acreditam que, na maioria das vezes, o ato da empresa ao entrar em contato com o consumidor é para realizar alguma publicidade em questão, o que, necessariamente, não atrai muito os usuários. Porém, o aplicativo afirma que esse conceito irá mudar. Agora nos resta esperar para entrar em contato com essa novidade em breve.

Fonte: Folha

  • Instagram - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle

© 2019 LUUK Digital Marketing - Todos os direitos reservados.