Entenda as vantagens e desvantagens de comprar uma câmera 4K

Comprar uma câmera 4K ou não, eis a questão! A tecnologia 4K permite uma das melhores resoluções atualmente e há um monte de artigos na web recomendando enfaticamente as duas alterativas, mas o fato é que existem vantagens e desvantagens em adquirir câmera com gravação de vídeo UHD.

VantagensResolução

A grande vantagem do 4K é, claro, a resolução. Ela apresenta 3.840 x 2.160 pixels, o que totaliza mais de 8 milhões de pixels. Já a Full HD possui 1.920 x 1.080 pixels, gerando cerca de 2 milhões de pixels no total.

Isso significa que o frame único de um vídeo feito em 4K tem resolução suficiente para impressão de alta qualidade. Uma das vantagens disso é que fotógrafos podem capturar vídeos e fotos ao mesmo tempo sem comprometer a resolução da imagem estática.

Edição de imagensPor causa do aumento da resolução, a manipulação dessas imagens é facilitada. Como cada quadro tem mais pixels, todos os processos de edição – como redimensionamento, corte, estabilização – são feitos com menor perda de qualidade do que no HD ou Full HD.

Tendência de mercadoDiferentemente do 3D, a tecnologia 4K vem ganhando cada vez mais espaço no mercado. O movimento atual é similar ao que aconteceu com as câmeras HD, que substituíram em grande escala as NTSC. Assim, a tendência é que as resoluções HD fiquem obsoletas em pouco tempo, com o 4K sendo o principal padrão nos próximos anos.

Desvantagens

Muita exigência do hardwareO salto de 2 para 8 megapixels indica um efeito nada agradável: arquivos quatro vezes mais pesados dos gerados em Full HD. O resultado é que todo o equipamento precisa ser muito mais poderoso para ser capaz de processar, manipular e armazenar dados muito maiores.

Poucos equipamentos disponíveisPara visualizar vídeos em 4K você precisa, naturalmente, de dispositivos com display 4K. Há vários modelos TVs UHD com preço razoável no mercado nacional, mas de qualquer forma será preciso desembolsar um dinheiro extra.

Mas o problema não pára aí. Ainda que as produtoras estejam cada vez mais aderindo aos 2160p, essa resolução não consegue ser compactada pelo codec H.264. Quem faz esse trabalho é o sucessor H.265 (ou HEVC), que duplica a compressão de dados e consegue transmitir vídeos em ultra definição em serviços de streaming como o Netflix.

Só que poucos serviços possuem suporte ao novo codec. O YouTube, por exemplo, ainda não tem, bem como a maioria dos players e navegadores. Para subir um vídeo 4K no site do Google é preciso converter com programas de terceiros, e quase todos os atuais com HEVC são pagos.

Preço e disponibilidadeA pouca disponibilidade e o alto preço das câmeras 4K no mercado nacional é uma de suas principais desvantagens. Um exemplo disso é a XC 10, a “barata” da Canon, que estreou nos Estados Unidos em junho custando US$ 2.499 e ainda não deu as caras por aqui. Já a Panasonic HC-X1000 chegou a ser lançada no Brasil, mas é difícil de encontrar e sai a salgados R$ 13.799.

Os modelos mais em conta e fáceis de comprar são as câmeras de ação. Tanto GoPro Hero4 Black quanto sua rival Sony FDR-X1000V custam R$ 2.499,99. Vale lembrar ainda os novos iPhones 6S e 6S Plus, que gravam em UHD, mas que também não apareceram no país ainda.

Fonte: Techtudo.

  • Instagram - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle

© 2019 LUUK Digital Marketing - Todos os direitos reservados.