Spotify cria playlist em protesto contra estupro coletivo

O Spotify é um dos aplicativos de músicas mais conhecidos e utilizados no mundo. Além disso, carrega consigo um acervo de milhares de músicas e contém diversas playlists de diversos gêneros musicais para todos os gostos e tipos. Nessa última semana, o Spotify saiu em defesa da jovem  de 16 anos que foi vítima de um estupro coletivo cometido por 33 homens no Rio de Janeiro.O aplicativo de músicas diz que "essa playlist não é para cantar ou dançar, os nomes das músicas são uma mensagem de basta para a cultura do estupro". No total, são 36 músicas que transmitem uma mensagem de apoio a todas às vítimas de estupro e que todas as mulheres que se sentem ameaçadas com olhares, cantadas e insultos em seu dia a dia vindo de uma sociedade machista e que cultiva realizar esse tipo de crime.

Confira abaixo a junção dos nomes das músicas que formam a mensagem:

“Hoje 33 homens, mas podemos chamar de monstros, fizeram tudo isso com aquela adolescente criança, mulher, ser humano. Queremos ver justiça ao vivo. Queremos saber até quando isso vai acontecer no Brasil. Onze minutos e uma mulher abusada. Quem são os animais? Chega. O tempo não apaga toda essa dor. Vamos gritar bem alto. Vocês não ficarão sozinhas.” – Spotify

Clique aqui para conferir a playlist.

  • Instagram - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle

© 2019 LUUK Digital Marketing - Todos os direitos reservados.